Estes são os 40 alimentos com maior poder anti-inflamatório

O abacate é uma das frutas com propriedades  que combatem as inflamações

O abacate é uma das frutas com propriedades que combatem as inflamações

Maya Santana, 50emais

O estudo foi feito por pesquisadores da respeitada Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Relaciona quatro dezenas de frutas, legumes, verduras, temperos que têm grande poder atuando como anti-inflamatórios. São alimentos naturais, livre de agrotóxicos, consumidos no nosso dia-a-dia, que fortalecem a nossa imunidade.

Leia a reportagem do portal G1

No Sul, a pesquisa científica avança. Os especialistas comprovam, que uma vida simples, uma alimentação correta, uma dieta natural facilitam estimulam o nosso sistema de defesa, a nossa imunidade.

Da horta sai o reforço para a briga interna e constante entre as bactérias do bem e as bactérias do mal. A natureza também alimenta as nossas defesas. Quanta diferença faz no nosso corpo um simples tomate e um raminho de salsa.

“Eu gosto sempre de dizer que a nossa saúde passa muito mais por uma feira, principalmente com alimentos orgânicos se der, do que por uma farmácia”, diz a bióloga e geneticista Ivana da Cruz – UFSM.

A bióloga estuda há dez anos o poder anti-inflamatório dos alimentos. Ela revelou para o Globo Repórter uma pesquisa exclusiva. Ela explica por que a inflamação nem sempre significa doença. É também uma forma de reação de vida.

“A inflamação é uma defesa. É como se a gente tivesse ido à guerra para limpar. Só que a inflamação quando é muito aguda ela vai ter que ter também uma reação anti-inflamatória. É aí que as frutas ajudam”, afirma.

No laboratório da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, a equipe da doutora Ivana testou as frutas, verduras, legumes e temperos que estão no dia a dia dos brasileiros.

Os pesquisadores queriam avaliar a capacidade dos alimentos de combater as inflamações. O exemplo do abacate: os pesquisadores cortam a polpa e depois misturam o extrato da fruta na célula do sangue dos voluntários. É assim que eles podem medir o efeito anti-inflamatório do alimento.

A revelação surge nas placas com líquido azul em vários tons. “Esta placa é o resultado final de todo o nosso trabalho. Quanto mais clara for a coloração, menos inflamação a gente tem aqui”, explica a bióloga Fernanda Barbisan, do Laboratório de Biogenômica – UFSM.

A pesquisadora Ivana preparou para a equipe do Globo Repórter um cardápio anti-inflamatório. E vem tudo direto da horta.

“Os alimentos quando têm essas moléculas químicas eles conseguem entrar lá no nosso DNA e fazer, por exemplo, que determinados genes anti-inflamatórios produzam mais moléculas anti-inflamatórias. É assim que ele vai nos ajudar. Então, é por isso que a gente fala que o alimento conversa com o nosso DNA, com a nossa genética”, explica Ivana da Cruz.

A seguir, com exclusividade, a lista dos 40 campeões da pesquisa, selecionados – um a um – pelo poder anti-inflamatório:

Frutas
– Uva
– Abacate
– Limão
– Maçã
– Abacaxi
– Coco
– Manga
– Caju
– Açaí
– Guaraná

Temperos
– Alho
– Gengibre
– Pimenta vermelha
– Alecrim
– Açafrão-da-terra
– Sálvia
– Orégano
– Cravo
– Canela
– Louro

Verduras e legumes
– Brócolis
– Pimentão vermelho
– Cebola
– Tomate
– Abóbora
– Beterraba
– Espinafre
– Rúcula
– Batata doce roxa
– Manjericão

Cereais
– Lentilha
– Ervilha
– Feijão
– Aveia
– Cevada
– Centeio
– Cereais de milho
– Amendoim
– Arroz – o preto, o vermelho e o integral
– Soja

O almoço anti-inflamatório tem os dez mais da lista das frutas, dos temperos, dos legumes e verduras e dos cereais:
1 – Brócolis
2 – Gengibre
3 – Alho
4 – Limão
5 – Uva
6 – Pimenta vermelha
7 – Açafrão-da-terra
8 – Abacaxi
9 – Abacate
10 – Lentilha

O 50emais está trabalhando para se tornar ainda melhor. Clique aqui para conhecer a nossa campanha.

Compartilhe este postShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Um comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*