Aos 50, deprimida, a cantora Sinead O’Connor faz apelo dramático

A cantora irlandesa no início da carreira, que todos supunham promissora

A cantora irlandesa no início da carreira, que todos supunham promissora

Maya Santana, 50mais

O que parecia ser uma artista de sucesso duradouro, destinada a ficar no topo, com o passar dos anos, transformou-se na sombra da cantora de rosto belo e voz absolutamente linda que o mundo conheceu na década de 1990, cantando “Nothing Compares 2 U”. A irlandesa Sinead O’Connor, perto de completar 51 anos, sofre de uma profunda depressão e foi internada numa clínica psiquiátrica em Nova Jersey, nos Estados Unidos, logo depois de divulgar, esta semana, no Facebook este vídeo, com um apelo dramático: diz que está totalmente sozinha, que tem lutado muito contra a morte e pede aos parentes que não continuem a abandonando à própria sorte. No vídeo de 12 minutos, a artista diz que está morando em um motel – nos Estados Unidos, os motéis são baratos e muita gente que não tem casa costuma morar neles.

Pedindo ajuda num momento de intensa dor

Pedindo ajuda num momento de intensa dor

Assista a este trecho do vídeo, já visto por milhões de pessoas. Difícil não se condoer com a dor da cantora:

Sinead O’Connor estreou na música em 1987, com o álbum The Lion and the Cobra, dedicado à mãe que falecera havia pouco. Conseguiu se apresentar em diversos países da Europa e nos Estados Unidos.

Mas foi só com I Do Not Want What I Haven’t Got, lançado em 1990, que Sinéad ficou famosa mundialmente. “Nothing Compares 2 U”, música composta por Prince, levou o álbum para a primeira posição dos mais vendidos em vários países e rendeu a ela diversos prêmios:

2 comentários

  1. Triste ,espero que se recupere com muito carinho, antes que seja tarde demais……

  2. Sinéad,

    Espero sinceramente que conheça o amor de Deus, verdadeiramente!!! Que algum familiar se comova com a sua dor… e que o nosso amor como fãs chegue até você e, possamos resgatá-la para a vida, para o amor….
    Fique bem…te amamos

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*