70% dos brasileiros têm cabelos cacheados ou crespos

O Brasil é  o país com o maior número de tipos de cabelo no mundo

O Brasil é o país com o maior número de tipos de cabelo no mundo

Maya Santana, 50emais

Uma coisa boa do Brasil de agora é que as pessoas, de um modo geral, estão se assumindo mais como elas são. Por exemplo, ninguém mais tem vergonha de ter cabelos ondulados, anelados, crespos. Passou a ser moda cada um ser do jeito que é. Assim, para milhões de mulheres, o alisamento, quase obrigatório no passado, já não tem o apelo de antes. A onda do natural vai ganhando força. E, claro, a indústria de produtos para cabelo está atenta ao fenômeno. No Brasil, segundo pesquisa, 70% da população tem cabelo cacheado ou crespo. Estudos mostram também que nenhum outro país tem tamanha diversidade de tipos de fios de cabelo.

Leia o artigo publicado pelo Estadão:

O Brasil é o segundo maior mercado para produtos capilares e é também o país com mais tipos de cabelo no mundo. A maioria são variações de fios cacheados e crespos, como já mostraram diversas pesquisas. Uma, feita pela Kantar WorldPanel, mostrou que eles representam 51,4% da população. Outra, realizada em parceria pelo Instituto Beleza Natural e a Universidade de Brasília (UnB), chegou ao índice de 70%.

Cada vez mais surgem novos produtos para cabelos crespos

Cada vez mais surgem novos produtos para cabelos crespos

A era dos alisamentos e relaxamentos vem perdendo força. Em 2006, a atriz Taís Araújo foi protagonista da novela das nove Viver a Vida, da Globo, com lindos cachos naturais e de lá para cá eles só passaram a ser mais valorizados. Existem até movimentos nesse sentido, que acontecem na internet e também nas ruas. Em julho de 2015, por exemplo, São Paulo teve uma marcha de orgulho dos cabelos crespos.

“A moda está mais livre, não mais aprisiona em padrões, o que faz as pessoas de cabelo crespo se sentirem mais incluídas”, analisa Didier Sé, cabeleireiro do salão Marcos Proença, em São Paulo, expert em crespos. “Beyoncé, que nos anos 90 usava fios lisos, de lá para cá exibe todos os estilos possíveis e imagináveis, incluindo muito crespo e black, mesmo que com peruca. Sua irmã, Solange Knowles, é outro exemplo de crespo lindo. Alicia Keys usava cabelo trançado, agora aderiu ao crespo, afro… E tem a atriz Lupita Nyong’o, com seu look supercrespo, supercurto, na contramão dos padrões hollywoodianos, sendo linda e fazendo sucesso”, lembra o cabeleireiro.

Cabelo anelado, como este, precisam de cuidados especiais para ficar bonito assim

Cabelo anelado precisa de cuidados especiais para ficar bonito assim

Necessidades específicas

Os fios crespos e ondulados exigem cuidados específicos. “O formato pode sugerir potência, mas em geral eles são finos e frágeis, com poucas camadas de cutículas”, explica o dermatologista João Carlos Pereira, de São José do Rio Preto (SP). Por ter essa característica, o cabelo étnico costuma ser ressecado e quebradiço. O simples ato de pentear ou desembaraçar pode acabar partindo os fios. Por isso, eles pedem lavagem suave, hidratações semanais, reconstrução, selagem, nutrição. “As proteínas contidas nesses tratamentos ajudam a fechar as cutículas”, explica João.

A indústria compreendeu isso e vem se especializando em oferecer linhas específicas cada tipo de cacheado e crespo. “Esse mercado evoluiu muito nos últimos cinco anos, acompanhando os diversos movimentos de afirmação e emancipação identitária que temos observado no Brasil e no mundo”, afirma Ana Teixeira, diretora de uma marca de cosméticos que desenvolve produtos para esse público.

Boa parte das mulheres não alisam mais o cabelo

Boa parte das mulheres não alisa mais o cabelo

A maioria das indústrias faz pesquisas e vem inovando no desenvolvimento de produtos para fios ondulados e crespos. Em uma feira do setor realizada em 2016, por exemplo, 70% das marcas presentes apresentaram algum lançamento para esse tipo de cabelo.

Compartilhe!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*