Adaptações em casa que dão mais qualidade de vida aos idosos

Depois de certa idade, é preciso fazer adaptações para evitar, principalmente, quedas

Maya Santana, 50emais

A primeira orientação que os especialistas dão quando se tem um idoso em casa é remover os tapetes, principais responsáveis pelas tão temidas quedas que, em muitos casos, podem ser fatais para a pessoa mais velha. Nesse artigo de Marcelo Testoni para o Uol, ele dá uma série de dicas valiosas para aumentar a segurança do idoso e, assim, dar a ele ou ela mais autonomia e, consequentemente, mais qualidade de vida. Como a população está envelhecendo rapidamente, é preciso pensar em adaptações nos vários cômodos da moradia como prevenção.

Leia o artigo:

Quando se tem mais de 60 ano, tarefas básicas do dia a dia como cozinhar ou mesmo tomar banho, tornam-se mais difíceis. Vulnerável na própria casa, o idoso precisa de adaptações especiais em seu espaço, para se sentir mais seguro, confortável e independente.

Saiba como melhorar a qualidade de vida das pessoas mais velhas da família com essas reformulações na casa:

Iluminação

Para facilitar a visualização dos móveis, objetos e piso, todos os cômodos precisam estar equipados com cortinas de cores claras e lâmpadas fluorescentes, que proporcionam uma iluminação mais nítida. É aconselhável também instalar interruptores com botões iluminados nas cabeceiras da cama e do sofá, para facilitar o acesso ao querer se levantar. Ter uma lâmpada LED com sensor de presença nos corredores evita ter de apalpar as paredes no escuro.

Janelas e sacadas

Em apartamentos ou sobrados, elas precisam de telas de proteção, a fim de se evitar quedas por falta de equilíbrio. Se o idoso sofrer de Alzheimer (doença associada à demência e perda dos sentidos), para impedir que ele pule para fora ou se incline demais sobre o parapeito a ponto de se colocar em perigo, instale travas e fechaduras de segurança deslizantes, que são mais difíceis de abrir e de perceber.

Eletrodomésticos

Na sala e no quarto é mais adequado instalar a TV na parede, na linha de visão do idoso quando sentado, para evitar acidentes em caso de ele querer. regulá-la ou tropeçar. Já na cozinha, os aparelhos precisam ser práticos e inofensivos. Evite microondas com muitas funções, coifa com painel digital e cooktop – este último esquenta demais sem que se perceba e pode provocar queimaduras. Se mantiver o fogão a gás, lembre-se de fechar o registro toda vez que usá-lo e mantenha a tampa de cima sempre aberta para que uma boca esquecida acesa não a estoure.

Móveis

Na decoração prefira mesas, cômodas e bancadas com cantos arredondados para evitar arranhões ou machucados em caso de batida. Se não for possível, busque proteger as quinas com amortecedores e cantoneiras de silicone ou plástico. Espelhos e vidros em áreas de circulação merecem o mesmo cuidado. Quanto às alturas, sofá, cadeiras e cama não podem ser muito altos, pois precisam facilitar o apoio dos pés no chão, simplificando o sentar e levantar.

Torneiras Em vez de registros redondos, de girar, prefira os modelos que funcionam como maçaneta, que não demandam tanta força física para manusear. Para driblar a perda de memória e os alagamentos despercebidos, torneiras automáticas são bem-vindas, pois liberam jatos de água com apenas um toque de mão e interrompem o fluxo após um tempo programado, que é de apenas alguns segundos. Clique aqui para ler mais.

2 comentários

  1. Muito bacana! Li um artigo semelhante em um outro blog, irei compartilha-lo com vcs pois pode ser útil também! https://www.clickhelp.com.br/melhor-maneira-de-adaptar-sua-casa-para-prevencao-de-quedas-em-idosos/

  2. E não esquecer o banheiro.Alças no box e próximo ao vaso para facilitar o levantar ,e segurar durante o banho.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*