Fernanda Montenegro protesta contra “censura” à arte

Às vésperas de completar 88 anos, a atriz não se conforma com a onda conservadora que atinge o país

Maya Santana, 50emais

Muito bom ver figuras como Fernanda Montenegro se engajar numa campanha contra esta loucura que está ocorrendo no Brasil: a proibição de exposições de obras de arte, inclusive de pintores famosos, cuja temática é a diversidade de gênero. Em Porto Alegre, a exposição “Queermuseu – Cartografias da diferença na arte brasileira”, realizada pelo Santander Cultural, foi suspensa porque provocou protestos. Críticos da mostra afirmaram nas redes sociais que alguns quadros representavam “imoralidade”, “blasfêmia” e “apologia à zoofilia e pedofilia”. Algumas das 270 obras expostas – pinturas, gravuras, fotografias, colagens, esculturas, cerâmicas e vídeos – eram da nata artística do Brasil, gente da estatura de Adriana Varejão, Alfredo Volpi, Candido Portinari, Clóvis Graciano e Lygia Clark, entre outros.

Esta obra de Fernando Baril fazia parte da exposição Queermuseu

Seguindo o exemplo de Porto Alegre, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, decidiu proibir a exposição das obras no Museu de Arte do Rio, MAR. “Só se for no fundo do mar. Porque no Museu de Arte do Rio, não” – disse Crivella sobre a mostra. Em São Paulo, o prefeito João Dória também se manifestou não só contra a “Queermuseu”, mas contra a performance de um artista nu, no Museu de Arte Moderna. “Afrontam o direito, a liberdade e, obviamente, a responsabilidade”, disse Dória sobre os dois eventos.

Cena de interior II, 1994, Adriana Varejão

Juntamente com outros artistas, como Caetano Veloso, Fernanda Montenegro, às vésperas de completar 88 anos, engrossa o coro dos que não se conformam com essa onda conservadora que vem se abatendo sobre o país. Em certo trecho do vídeo, através do qual manifesta seu inconformismo com a situação, a veterana atriz diz:

Sem Título, da série Ecléticos, 2001, Marcos Chavez

“Nessa nossa luta de sobrevivência cultural, peço, então, aos poucos e honestos políticos que ainda existem lá em Brasília, ou no Brasil, que se posicionem. Saiam, por favor, desse silencio acovardado. Porque do contrário, nem a pele desses políticos, dos que ainda poderão estar do nosso lado pela liberdade dentro desse país, nem a pele de vocês, viu? Políticos em silêncio, nem essa pele vai se salvar. Venham. Venham conosco e vamos gritar, vamos lutar para que a coisa não piore e se transforme num inferno para a nossa sobrevivência como brasileiros.”

No vídeo, a atriz aparece sem maquiagem e com os cabelos totalmente brancos:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*