Por que o exercício físico faz tão bem na terceira idade

O exercício evita a depressão, porque ajuda a pessoa a se sentir bem

Maya Santana, 50emais

O artigo é bem curto, comentando o resultado positivo de estudos sobre a prática de exercícios físicos por pessoas que já passaram dos 60 anos – mostram que os marcadores de saúde de um jovem sedentário de 20 anos e de um idoso de 80 anos que se exercita são iguais. Para mim, isso não é novidade. O exercício pode mesmo quase operar milagres. Eu me exercito desde muito jovem. Não em academia. Gosto de andar e, mais recentemente, de correr. É o que faço pela manhã, bem cedo, todos os dias. Sei perfeitamente todos os benefícios do exercício e é isso que me estimula. Muita gente que toma antidepressivo, e falo por experiência própria, poderia prescindir do medicamento, se levasse o exercício físico a sério. É preciso ter disciplina e praticar – caminhada, corrida, natação, seja lá o que for -, várias vezes por semana. Os resultados são imediatos. Costumo dizer que, depois de uma certa idade, sem exercício não há saída.

Leia o artigo da Veja mostrando por que é essencial se exercitar:

Diferentemente do que o senso comum diz, a atividade física – inclusive a musculação – é muito recomendada para pessoas acima dos 60 anos. Com o acompanhamento médico e de instrutores, exercícios podem ser adaptados para a necessidade de pessoas de qualquer idade. Mais do que isso: diversos efeitos negativos que vem com o envelhecimento podem ser minimizados com a prática de exercícios. Da saúde corporal até o convívio social, os benefícios são inúmeros.

Dos 50 aos 80 anos, a perda de massa muscular pode chegar a 40%. Há diminuição da audição, da visão e da velocidade das respostas motoras em virtude da perda de 50 000 a 100 000 neurônios por dia. Acúmulo de gordura, de glicose e o surgimento das doenças coronarianas também ficam mais recorrentes na terceira idade. Todos esses fatores tem um denominador comum: o sedentarismo.

Infelizmente, no Brasil, ainda há uma tendência em praticar menos atividade física conforme se envelhece. Apenas cerca de 28% das pessoas com mais de 60 anos praticam esporte, contra mais de 50% de pessoas entre 15 e 17 anos, segundo dados do IBGE.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*