Alzira vendia bolo num bar. Hoje, está abrindo loja nos EUA

Avó de dois netos, Dona Alzira Ramos, 69, cede seu nome e suas receitas à Fábrica de Bolo Vó Alzira, que teve início em 2007, no Rio de Janeiro; hoje, já são 190 franquias no Brasil e há planos de abrir uma loja nos EUA em 2017

Avó de dois netos, Dona Alzira Ramos, 69, cede seu nome e suas receitas à Fábrica de Bolo Vó Alzira, que teve início em 2007, no Rio de Janeiro; hoje, já são 190 franquias no Brasil e há planos de abrir uma loja nos EUA em 2017

Um bolo caseiro vendido em fatias no bar de um amigo, no centro do Rio de Janeiro, foi a receita que Alzira Ramos achou para ajudar no orçamento da casa, em 2007. Ali surgia o negócio da família: a rede Fábrica de Bolo Vó Alzira.

O negócio cresceu aos poucos, vendendo bolos em bares, lanchonetes e restaurantes. Em 2010, a antiga mercearia da família foi transformada em fábrica de bolos, e o cheiro logo atraiu a clientela. No ano seguinte, veio a segunda loja.

Em 2014, com o lançamento da franquia, a produção migrou para uma cozinha industrial que faz 600 mil bolos por mês. Hoje, aos 69 anos e com dois netos, “Vó Alzira” tem seu nome na fachada de 190 lojas –140 delas só no Estado do Rio.

Agora, se prepara para ir mais longe: pretende inaugurar uma loja em Boca Raton, na Flórida (EUA), no começo de
2017.

O bolo mágico que está deixando Dona Alzira rica

O bolo mágico que está deixando Dona Alzira rica

Muffins e cookies para americanos
O novo negócio, porém, não deve seguir a receita de sucesso usada no Brasil. A ideia é adaptar os produtos ao gosto americano e vender muffins, cupcakes, cookies e algumas opções de pães. Para isso, a família está desenvolvendo uma nova marca, ainda sem nome. O investimento previsto na empreitada não foi divulgado.

“Vai ser uma loja de doces para americanos, e não para brasileiros que vivem nos EUA”, afirma Alexandre Martins, 33. Apesar de o negócio original ter o nome e as receitas de sua mãe, é ele quem comanda as operações. Dona Alzira supervisiona as lojas franqueadas e cuida do desenvolvimento dos produtos.

No Brasil, são vendidos mais de 25 sabores de bolos caseiros e o carro-chefe são os de laranja, abacaxi com coco e nozes, que custam entre R$ 12 (mini) e R$ 28 (grande). A empresa também está investindo em uma linha de bolos de festa, mais elaborados.

Franquia custa R$ 105 mil
O investimento inicial para uma unidade é a partir de R$ 105 mil, com custos de instalação, taxa de franquia e capital de giro. O faturamento médio mensal é de R$ 60 mil, com lucro de R$ 9.000. O retorno do investimento é previsto a partir de 12 meses. Os dados foram fornecidos pela empresa.

O marido de dona Alzira, Claudio Ramos, 67, também é atuante no negócio da família. Foi ele quem desenvolveu a mistura em pó que serve de base para os bolos da rede.

“O produto chega 80% pronto aos franqueados. Eles só precisam adicionar os ingredientes úmidos, como ovos e leite, e assar os bolos. Assim, conseguimos controlar a qualidade, pois escolhemos as melhores matérias-primas”, diz Martins. Clique aqui para ler mais.

Compartilhe!

Um comentário

  1. Já tive o prazer de ser atendida por ela na loja Matriz , muita simpática e solícita , merece todo o sucesso .

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.