Só agora tomei coragem e decidi assumir meus cabelos brancos

Nesta foto, feita pela minha amiga Marinez Maravalhas em junho, meu cabelo está começando a mostrar os fios brancos, nas têmporas

Nesta foto, feita pela minha amiga Marinez Maravalhas em junho, os fios brancos estão começando a aparecer nas têmporas

Maya Santana – 50emais

Finalmente, depois de tantos anos, resolvi deixar de pintar os cabelos. O processo foi lento porque, como todas as mulheres que decidem assumir os cabelos brancos, sofri muita pressão para desistir e voltar a cobrir os fios com tinta, como eu vinha fazendo já há mais de 20 anos. Um dia, fui ao salão. A cabeleireira ofereceu-se para passar um “creme especial”, que tornaria o cabelo mais sedoso Na hora de pagar, fiquei assustada com a conta. E quando cheguei em casa, meu cabelo parecia estar morrendo: muito ressecado, os fios quebrados, quase nenhuma vida.

Naquele momento, tomei a decisão: não vou mais pintar o cabelo. Isso foi há quase quatro meses, em junho. Na verdade,eu já estava pensando no assunto, depois de ver uma das minhas seis irmãs, todas com mais de 50 anos, deixar de lado a tintura. Ela foi a pioneira. E eu fui atrás. O curioso é que todas as pessoas com quem conversava e comentava que estava a caminho de me tornar uma grisalha, tentavam me demover da ideia. “Você vai ficar muito pálida”, “vai parecer muito mais velha do que realmente é” – foram as frases que mais ouvi.

Segui em frente com a minha determinação. Esperei passar uns dois meses e cortei o cabelo bem curtinho. Da noite para o dia, mudei drasticamente de aparência , com os cabelos, agora, brancos na sua quase totalidade. Faço uma experiência. Vou deixar o cabelo crescer mais e ver se me sinto satisfeita na condição de grisalha. É realmente prático e bem mais barato, mas será que, com os fios mais longos, vou gostar?

Até o momento, estou me sentindo muito bem, embora tenha notado uma mudança no comportamento das pessoas desde que passei a ostentar a cabeça branca: Se entro no ônibus ou no metrô, logo alguém me oferece o lugar; ao contrário de antes, não preciso mais mostrar documento para provar que cheguei aos 65; os homens olham como se tivessem olhando para a avó deles. De uma maneira geral, me tratam, principalmente no banco, como se eu fosse mais velha do que sou.

Um amigo querido veio me visitar um dia desses. Chegou, olhou para mim, olhou novamente, e não disse absolutamente nada. Conversamos durante pelo menos umas duas horas. Falamos de tudo. Ele sempre me olhando, como se tivesse me avaliando. Nem uma palavra sobre a mudança de visual. Quando se levantou para ir embora e fui levá-lo até a porta, ele me deu um abraço e, antes de correr para o carro, sussurrou ao meu ouvido: “Volte a pintar o cabelo!”

Ri muito e perguntei: (há muito ele tem os cabelos grisalhos) Se você pode, por que eu não?

Compartilhe!

8 comentários

  1. Nunca pensei em tingir meus cabelos acho que os anos nao estao no exterior de uma pessoa e sim no interior,em como ela se sente.

  2. JÁ Q ESTÁ DE CABELO BRANCO, QUÊ TAL COLOCAR UMA FOTOGRAFIA COM O NOVO VISUAL?

  3. tambem quero ver a foto grisalha. Não acho que pintar o cabelo tenha tanto a ver com querer ficar mais nova. E, sim mais bonita, talvez mais jovial. E também é mais um toque de cuidado pessoal. Mas concordo que acaba com o cabelo. Vai ficando seco e intratável .

  4. Maya,
    O seu semblante está cada vez mais suave, parabéns pela coragem de voltar ao natural!
    Sempre fui um incentivador dos seus cabelos brancos e estou doido para vê-los totalmente naturais e mais longos, emoldurando e iluminando o seu rosto!

  5. Quando fiz 50 anos deixei de tingir. Só meu marido aprovou. Depois de um ano, voltei às tinturas. Quando fiz 60, decidi pensar de novo a respeito. Já se passaram 5 anos e agora decidi parar de pensar. 65 anos completados e espero manter minha decisão. Tudo que você ouviu eu tb ouvi há 15 anos. Bora enfrentar.

  6. Parei de pintar aos 49, hoje com 54 estão bem grisalhos e lindos.Muitos que me criticaram hoje elogiam. Amei o efeito, meu cabelo é muito admirado!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.