Alongar melhora a qualidade de vida da 3ª idade

Exercício reduz as tensões e a rigidez muscular, ao mesmo tempo em que relaxa

Exercício reduz as tensões e a rigidez muscular

Neste artigo publicado pelo Zero Hora, especialistas explicam a importância do alongamento e o bem estar que este tipo de exercício propicia. Todos nós que nos exercitamos sabemos o quanto é bom esticar o corpo. Várias vezes por dia, eu me penduro na barra que instalei na porta de um dos quartos. Segundo um especialista ouvido neste artigo: “Alongar vai contra o declínio natural do organismo, por isso quem estica o corpo todos os dias pode ter uma aparência mais jovem e mais disposição.” Disposição garanto que tenho muita.

Leia:

Espreguiçar está entre uma das melhores sensações que o corpo pode experimentar. Isso porque os exercícios que estimulam o alongamento dos músculos provocam prazer, bem-estar e ainda retardam o processo natural de encurtamento da massa muscular. Com o passar dos anos, é normal que a flexibilidade e a elasticidade diminuam, por isso o alongamento é recomendado e não tem contra-indicação.

– É o próprio corpo quem avisa qual é o limite para parar e quando é possível ir além. Quem tem mais de 50 anos e já percebe que os músculos não são mais tão flexíveis, deve alongar, pelo menos, três vezes na semana. No entanto, se respeitado os limites que o corpo dá, o exercício pode ser feito todos os dias – afirma educador físico Eduardo Schmitz.

Especialista em envelhecimento humano, Schmitz explica que o alongamento é fundamental para a qualidade de vida e aptidão física da terceira idade. O exercício reduz as tensões e a rigidez muscular ao mesmo tempo em que relaxa. Autonomia e independência para dar conta de todas as tarefas diárias são as características que garantem a qualidade de vida. Alongar vai contra o declínio natural do organismo, por isso quem estica o corpo todos os dias pode ter uma aparência mais jovem e mais disposição.

– Com o tempo, amarrar os sapatos, estender a roupa, alcançar um objeto, subir escadas podem se tornar tarefas mais difíceis de serem executadas. Alongar faz com que essa dificuldade demore ou nem apareça.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a terceira idade deve seguir três pilares para ter um envelhecimento saudável: atividade de força, como musculação e treinamento funcional; atividade aeróbica, como natação, caminhada e corrida; e alongamento. A recomendação da OMS é de que os exercícios sejam distribuídos em 150 minutos por semana. Isso significa 30 minutos de exercício em cinco dias da semana. Clique aqui para ler mais.

Compartilhe!

Um comentário

  1. Gonçala Aparecida da Silva

    Verdade. Eu estava com encurtamento de tendões, começando a andar sem equilibro e sentindo dores nas articulações, muitas caibras, agora faço alongamento e hidroterapia, estou ótima.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.