Aos 97, Dona Chames acaba de se formar em Direito

Dona Chames Rolim, descendente de libaneses, tem 10 filhos

Dona Chames Rolim, descendente de libaneses, tem 10 filhos

Esta é uma história extraordinária. Comovente. Dentro de poucas semanas, em agosto, aos 97 anos de idade, essa descendente de libaneses vai receber o diploma do curso de Direito, que começou a frequentar aos 92 anos, depois da morte do marido. Benza Deus!

Leia os detalhes nesse artigo publicado pelo portal Terra:

Com um olhar sereno e ao mesmo tempo determinado, a nonagenária Chames Salles Rolim irá receber o diploma de bacharel em Direito no dia 7 de agosto em Minas Gerais pela Faculdade de Direito de Ipatinga (Fadipa). A cerimônia será no auditório Fiemg, no Centro de Desenvolvimento de Pessoal da Usiminas (CDP). A graduação da idosa de 97 anos está sendo festejada por familiares, amigos e até por desconhecidos, de diferentes Estados brasileiros e também do exterior. Diariamente, a formanda recebe inúmeras mensagens de parabéns. “Fico muito feliz e espero contar com a presença de todos na minha colação de grau”, convidou.

Dona Chames, como é carinhosamente chamada pelos amigos, não esconde quais são seus planos para depois da conquista do bacharelado: auxiliar a sociedade compartilhando o conhecimento adquirido. “Sei que a minha idade não me dá muito prazo. Por isso, o que eu quero é ser útil a quem me procurar, compartilhar o conhecimento. E se eu não souber responder algo, orientar a pessoa a buscar quem saiba”, frisou.

Filha de libaneses e irmã do ex-prefeito de Ipatinga Jamill Selim de Salles, a estudante acredita que a instrução é o primeiro passo para a transformação social. “O ser humano deve aprender a distinguir entre o bem e o mal e, para isso, precisa ter acesso a uma fonte esclarecedora. Se eu puder ajudar nisso, ficarei muito feliz”, ressaltou. Clique aqui para ler mais.

A idosa nasceu em Santa Maria de Itabira e se mudou para Santana do Paraíso aos três anos. Trabalhou a maior parte da vida na farmácia do marido José Maria Rolim, com quem foi casada por 63 anos e teve dez filhos. Atualmente, mora em Ipatinga com um filho.

Fazer um curso superior sempre foi um sonho da nonagenária, mas ela só decidiu entrar para a faculdade após a morte do marido, que era bastante ciumento e não aprovava a ideia. Apaixonada pelo universo de conhecimentos que o Direito lhe abriu, a estudante afirmou que se fosse mais nova, se matricularia no curso outra vez. “No Direito, há sempre muito a aprender. Esses cinco anos foram maravilhosos”, confessou. Clique aqui para ler mais.

Compartilhe!

Sobre Maya Santana

Maya iniciou suas atividades como jornalista na década de 1970. Trabalhou em alguns dos principais veículos nacionais, como O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil. Mas a maior parte da sua carreira foi construída no exterior, trabalhando para a emissora britânica BBC, em Londres, onde viveu durante mais de 16 anos.

5 comentários

  1. Elzira Divina Perpétua

    Achei impressionante esta história de vida. Isto é que é gostar de viver. E de estudar, claro. Um exemplo a ser seguido. Parabéns pela matéria, Maya.
    Elzira

  2. terezinha rosa camilo

    “ISSO E QUE TER DETERMINAÇAO. MEUS PARABENS, ME MANDE ENTUSIASMO

  3. Parabéns Dona Chames, que seu exemplo possa ser fonte de inspiração. A senhora é vitoriosa!

  4. Parabéns amiga pela conquista,a minha historia é bem parecida com a sua eu hoje com 51 anos estou cursando 7 período de serviço social,nunca é tarde para ser feliz.

  5. Gostaria de saber como ela está hoje…

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*