As cinco áreas do planeta onde a morte demora mais a chegar

Um morador da Sardenha, na Itália, uma das cinco áreas conhecidas como Zonas Azuis

Um morador da Sardenha, na Itália, uma das cinco áreas conhecidas como Zonas Azuis

Maya Santana, 50emais

São cinco áreas que, aparentemente, não teriam nada a ver uma com a outra, não fosse o fato de as pessoas que moram nesses lugares viverem muito mais do que no resto do planeta. As ilhas de Okinawa, no Japão, por exemplo, tem o maior percentual de centenários do mundo. Situadas ao sul do país,foram estudadas por vários cientistas interessados em conhecer o estilo de vida que faz os japoneses de Okinawa viverem tanto tempo e de forma tão plena. Na verdade, logo que estas áreas foram identificadas, chamaram a atenção do mundo.E Pesquisadores começaram a analisar a razão da longevidade. Descobriram que há nove pontos em comum entre as cinco regiões.

Leia neste artigo do site yogui.co o que as zonas azuis têm que outras partes do mundo não têm:

Em 2004, Dan Buettner uniu-se com a National Geographic e os melhores investigadores de longevidade do mundo para identificar bolsões ao redor do mundo onde as pessoas vivem mais tempo e melhor. Nestas “Zonas Azuis” eles descobriram que as pessoas chegam a 100 anos a taxas 10 vezes maiores que nos Estados Unidos.

Depois de identificar as 5 de Zonas Azuis do mundo, Dan e National Geographic levaram equipes de cientistas a estes locais para identificar as características do estilo de vida que possam explicar a longevidade.

Eles descobriram que o estilo de vida de todos os residentes das Zonas Azuis coincidem em 9 características. Eles chamam essas características de O PODER 9.

As cinco regiões identificadas são discutidas e analisadas por Buettner no livro The Blue Zones e também criaram um site para promover o bem estar dessas zonas azuis para outros locais do planeta. http://www.bluezones.com/

Residente de Loma Linda, na Califórnia, EUA, uma das cinco zonas azuis

Residente de Loma Linda, na Califórnia, nos Estados Unidos

Veja as 5 Zonas Azuis do Planeta:

Sardenha é uma ilha do mar Mediterrâneo ocidental e uma região autônoma da Itália meridional, com uma área de 24 090 km², 1,65 milhão de habitantes e cuja capital é Cagliari. Wikipédia

Sardenha apresenta um alto número centenários. Só para se ter uma ideia, no ano de 2012, 371 pessoas eram centenárias, tendo alguns ultrapassado um século de vida há alguns anos, principalmente nas províncias de Nuoro e Ogliastra.

Alguns segredos descobertos pelos cientistas sobre a população local

1 – Alimentação simples a base de frutas e legumes – A alimentação desta civilização foi sempre muito simples.Uma vez que eram um povo pobre e com pouco acesso ao mundo exterior, eles tinham que comer apenas aquilo que plantavam.

A dieta deles consiste, maioritariamente, em vegetais (tomates, batatas, beringelas, abobrinhas, etc), favas, pão e massa fresca e caseira, vinho tinto, queijo peccorino e leite de cabra. Comem um pouco de carne em festividades e a principal fonte de proteína provém do leite de cabra.

2 – Estilo de vida extremamente ativo – A maioria dos habitantes desta região da Sardenha são pastores. Saem de casa ainda de madrugada e passam o dia caminhando pelas montanhas guardando os seus rebanhos

3 – Sentido forte de comunidade – Idosos e jovens participam de atividade juntos. É uma tradição acolher e cuidar dos idosos em casa. Para estes centenários, la famiglia é a coisa mais importante na vida deles e até mesmo o seu propósito de vida.

Ao contrário do que, frequentemente, acontece na sociedade moderna, em que os idosos vivem separadamente das suas famílias, estas pessoas têm um reverência pela família que dura até ao seu último dia de vida.

4 – Ar que respiram – Um dos fatores que conduz ao envelhecimento precoce é a poluição atmosférica. A fumaça dos carros, ar condicionado, toxinas liberadas por fábricas, entre outros, diminuem drasticamente a qualidade do ar que respiramos – sem a qual o funcionamento celular não é tão eficaz. Neste local remoto da Sardenha, as árvores abundam e a poluição do ar é praticamente inexistente.

Uma moradora entenária das ilhas de Okinawa, no Japão

Uma ativa japonesa centenária das ilhas de Okinawa, no Japão

2 – As ilhas de Okinawa, Japão
É a província mais ao sul do Japão. Consiste em 169 ilhas que formam o arquipélago Ryukyu, numa cadeia de ilhas de 1000 quilômetros de comprimento, que se estende de sudoeste, de Kyushu até Taiwan. Wikipédia.

Okinawa é o local no planeta onde tem o maior percentual de centenários, e já foi objeto de estudos de vários cientistas que buscam mapear o estilo de vida que os faz viver tanto tempo e de forma plena. Clique aqui para ler mais.

Compartilhe!

3 comentários

  1. Será que dá tempo de irmos para uma delas agora,na reta final?

  2. Não sabia desta particularidade de longividade nestes lugares. Okinawa então, nem pensava. E olha que foi palco de luta na segunda guerra. Parabens para eles que moram por lá. Isto serve de lição aos demais lugares, de como fazer para aproximar deles, não importa onde estiver para alcançar tal façanha.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.