Depoimento de uma brasileira vivendo a quarentena na Austrália

Isabella e o marido, Mariano: vivendo as agruras da pandemia na capital australiana, Sidney

Através desse depoimento da brasileira Isabella Laterman-Covre dá pra gente ter uma noção do problema do coronavírus na Austrália, onde ela vive com o marido na capital, Sidney, desde 2016, depois de ter morado no Canadá. Com cerca de 25 milhões de habitantes, a Austrália tem hoje mais de 6.600 casos confirmados da covid-19 e já contabilizou 70 mortos. Ninguém sai de casa sem o uso da máscara e o país segue a orientação da Organização Mundial da Saúde, adotando o isolamento social como a melhor forma de combater a doença.

Isabella começa seu depoimento contando como a pandemia está sendo um desastre para ela, em termos financeiros.

Leia:

Minha renda despencou desde o aparecimento desse vírus. Sou tradutora de inglês para o português desde 1996. Trabalhava tempo integral.  Agora. trabalho quatro horas por semana! Meu marido, que é italiano, presta assessoria para empresas, mas o contrato dele terminou e não sabemos se vai ser renovado.

Sinto muito não poder me encontrar com amigas, ou fazer caminhadas fora do bairro onde moro nem visitar parentes. Pelo menos é permitido andar,correr, fazer exercício ao ar livre, limitado a duas pessoas juntas, mas não se pode sentar na grama ou no banco de um parque  para conversar ou ler. Épreciso manter distancia  de 1.5 metro entre as pessoas em lugares públicos. Viajar  para outras cidades dentro do estado sem ser a trabalho também é proibido Alguns estados fecharam suas fronteiras.

A orientação escrita nos céus da capital australiana: lave as mãos

Gosto de ler, mas a biblioteca fechou e eu detesto  ler livro eletrônico. Fiz um rapa no último dia em que a biblioteca estava aberta e tomei emprestado uns 40 livros. Se a situação ainda se estender por maistempo do que os 40 livros, vou ter que partir para os livros eletrônicos.

Uma mudança curiosa: não se encontra  papel higiênico em lugar nenhum. Freud explica o apego desenfreado das pessoas ao papel higiênico.

Leia também: Exemplo de que o coronavírus pode destruir pessoas em vida

 Acho que o governo australiano tem tomado boas medidas para o combate desse vírus. A Austrália é uma grande ilha. E eles têm um bom controle do que entra e do que sai.  No momento, o número de infectados  é de mais de 6.600 pessoas, e houve até hoje 70 óbitos por covid19 (li isso hoje de manhã).

A Austrália tem em torno de 6.600 casos confirmados de covid-19 e já registrou 70 mortes

O número de novos casos vem caindo dia a dia. Pode ser que  temperatura ajude: estamos no outono e ainda não está fazendo frio – janelas abertas a maior parte do dia. Se houver urgência, a pessoa será atendida prontamente no sistema público. Confio  no sistema de saúde daqui.

Quando se cruzam nas calçadas, as pessoas se afastam bastante umas
das outras e evitam contato até no olhar. Eu mesma me pego
sobressaltada quando alguém no supermercado passa perto de mim
distraidamente. Sobressaltada e um pouco zangada, como se fossem
inimigos. Triste isso, né?

Leia também: Ela teve a covid-19 e alerta: Não pense que não vai acontecer com você

209 Compart.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.