Friboi suspende contrato e Roberto Carlos reage

O cantor, 73, no anúncio: bife fica intocado no prato

O cantor, 73, no anúncio: bife fica intocado no prato

O que começou com polêmica está terminando de maneira também polêmica:  Roberto Carlos, 73 anos, foi à justiça contra a Friboi,  já que a empresa resolveu suspender com um ano de antecedência o contrato de publicidade que os dois lados assinaram. A Friboi alega que o cantor  não é um bom vendedor, já que o anúncio feito por Roberto Carlos não deu à empresa o retorno que ela esperava, em termos de venda de carne. “A JBS diz ter encomendado pesquisa para medir a percepção do público sobre a imagem de Roberto Carlos e avaliar o retorno do investimento. Teria ficado surpresa com o resultado: as pessoas disseram não confiar no Rei”, diz o artigo publicado pelo Zero Hora.

Leia:

Polêmico por conta das especulações do cachê pago ao cantor e do suposto vegetarianismo de Roberto Carlos, o comercial do “Rei” para a Friboi foi parar na Justiça. O compositor processou a indústria por rescindir o contrato sem pagar a multa prevista. Na defesa, a JBS argumenta que o cantor não é bom vendedor.

Uma das informações do processo é sobre o valor dos contratos: um de R$ 22,5 milhões, que seria quitado no Brasil, e outros US$ 9,3 milhões pagos no Exterior. A JBS diz ter encomendado pesquisa para medir a percepção do público sobre a imagem de Roberto Carlos e avaliar o retorno do investimento. Teria ficado surpresa com o resultado: as pessoas disseram não confiar no Rei. Um dos rumores sobre o comercial foi o de que o cantor não teria sequer dado uma garfada no bife. A JBS, então, teria decidido cancelar o contrato, previsto para durar até 2015.

As informações do processo dão conta de que as partes teriam chegando a um acordo sobre o rompimento antes mesmo de partirem para a briga. Mas o caso acabou chegando à Justiça com a acusação de calote. Pelos contratos, os pagamentos seriam feitos de forma parcelada, em cinco vezes. Mas apenas a primeira das parcelas teria sido paga.

Leia também:
Roberto Carlos pergunta se é Friboi, mas não toca no bife

Na Justiça, os advogados das empresas Natureza, Amigo Produções, Atlântico Promoções, RDC Eventos e DC Set Shows, ligadas a Roberto Carlos, escolheram cobrar só o contrato que seria pago no Brasil. A rescisão unilateral implicaria multa de R$ 7,2 milhões.  Clique aqui para ler mais.

 

0 Compart.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.