Maiores de 60 podem e devem continuar a trabalhar

O aumento do número de idosos - com mais de 60 anos - no Brasil está muito rápido

O aumento do número de idosos no Brasil está muito rápido

A colunista do Uol Lucila Kano escreve esse artigo bem interessante sobre a importância de as pessoas continuarem trabalhando mesmo depois da aposentadoria. Concordo inteiramente. Lógico que é trabalhar no que você gosta. Caso contrário a vida torna-se um martírio.

Leia:

Envelhecer é bem mais difícil do que se imagina. Não há dermocosmético, cirurgia, dieta, nem exercício que garanta uma volta ao passado. Felizmente, e quando bem combinados, tais recursos garantem um caminhar suave para o futuro. Infelizmente, e muito infelizmente, porque se trata da grande maioria, nem todos os que envelhecem têm condições financeiras para amenizar suas jornadas com esses benefícios.

Aqueles que começam a viver a velhice têm melhores expectativas de longevidade do que nossos avós e pais. As conquistas do desenvolvimento humano se revertem em vantagens, mas também em crescente complexidade.

Não sei de meus avós. Meu pai começou a trabalhar aos 9 anos de idade. Minha mãe trabalhava dentro de casa desde os 6 e, depois, aos 14 anos, ingressou em uma empresa. Meu irmão começou aos 16 e eu, aos 18 anos.

O relato é mero exemplo. Nossa história é a mesma de um sem número de famílias e só confirma a evolução. Embora ainda hoje muitos jovens entrem no mercado de trabalho, seja como aprendizes, a partir dos 16, seja como adultos, aos 18, a tendência das novas gerações é estudar por mais tempo, viver às custas dos pais (ou avós, ou demais membros da família) por mais tempo e começar a trabalhar bem mais tarde.

Base da pirâmide
A figura da pirâmide nos é muito familiar e utilizada com frequência para demonstrar fases (geológicas, econômicas, sociais, entre outras). Pois ela também se presta a ilustrar uma face da velhice na atualidade. Talvez a mais complexa.

Em 2012, um relatório do UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas) amplamente divulgado na época, dizia que já no ano 2000, e pela primeira vez na história, o mundo tinha mais pessoas com mais de 60 anos do que crianças com menos de 5 anos. Com esses dados, foram feitas duas projeções: mais de 1 bilhão de idosos em apenas uma década; e população idosa maior que a população de menores de 15 anos em 2050. Isso, com um agravante: dois terços de idosos com 60 anos ou mais viviam em países em desenvolvimento e, para 2050, essa proporção poderia aumentar para quatro quintos. Clique aqui para ler mais.

Compartilhe!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.