Um cartão vermelho para o trabalho infantil

Cartão Vermelho para o trabalho infantil: campanha lançada no Rio

A campanha foi lançada na Praia de Botafogo, no Rio

Aproveitando que o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil coincidiu com a data de abertura da Copa do Mundo no Brasil, a Organização Internacional do Trabalho relançou, na véspera do início do mundial,  na praia de Botafogo, no Rio de Janeiro, a sua campanha “Cartão vermelho ao trabalho infantil”. Neste momento, segundo a  OIT, 168 milhões de crianças, em países de todos os cantos do mundo, trabalham.

No caso brasileiro, são 3,5 milhões de crianças e adolescentes, com idade entre cinco e 17 anos, trabalhando. Boa parte deles, de acordo com dados do IBGE,  em atividades insalubres, perigosas e penosas que os expõem a grandes riscos. O Brasil tem como meta acabar com o trabalho infantil até 2020, daí a importância de campanhas como esta da OIT.

“Sabemos o que funciona na eliminação do trabalho infantil. Houve avanços. O número de crianças no trabalho infantil está caindo mais rapidamente do que antes, portanto, não há desculpas para não intensificarmos nossos esforços”, afirmou Corinne Vargha, Diretora do Programa Internacional para a Eliminação do Trabalho Infantil (IPEC) da OIT, explicando que “a campanha Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil começou vinculando o futebol ao direito da criança de brincar. E é por isso que relançamos a campanha para coincidir com a abertura da Copa do Mundo da FIFA Brasil, no dia 12 de junho”.

A bonita música do clip – a letra é do músico Mike Einziger e da violonista Ann Marie Simpson – foi feita especialmente para campanha. “Esperamos que esta música inspire as pessoas a se unirem ao movimento global contra o trabalho infantil e a agirem para fazer a diferença nas vidas das crianças trabalhadoras,” disse a Diretora de Comunicação da OIT, a brasileira Marcia Poole. Veja o relançamento da campanha no Rio, com a participação de mais de mil pessoas:

Compartilhe!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.