Rio recebe a maior retrospectiva de Salvador Dali

A mostra de 150 obras inclui filmes

A mostra de 150 obras inclui pinturas, gravuras e filmes

Quem vier ao Rio de Janeiro até o dia 22 de setembro não pode perder a mostra de 150 obras do fantástico Salvador Dali, entre pinturas, gravuras, desenhos e filmes. É a maior exposição de obras do polêmico pintor catalão na América Latina.Todas as facetas do pintor, morto em 1989, estão lá, numa trajetória que vai do cubismo, impressionismo, abstrato até chegar ao surrealismo

Leia o artigo publicado por O Globo:

Os admiradores de Salvador Dalí e de sua obra surrealista ganharam um presente desta sexta-feira no Rio. A mostra que leva o nome do artista catalão chega ao Centro Cultural Banco do Brasil (CBBB) mostrando todas as vertentes do pintor multifacetado, que contribuiu para as artes visuais também como cineasta e ilustrador.

Exposição fica no Rio até 22 de setembro

Exposição fica no Rio até 22 de setembro

O primeiro andar do espaço aproveita a área de 1 mil m² para apresentar ao público 150 peças de Dalí, entre pinturas, desenhos, gravuras, fotografias e documentos sobre  sua obra. Quem só conhece o lado surrealista do espanhol se surpreende com a sua vasta trajetória – de 1920 até 1989 – que passa por cubismo, impressionismo, abstrato até chegar ao surrealismo.

De acordo com a curadoria, foi feito um recorte dos períodos mais importante do curso da história do artista. “A sala principal está dedicada ao surrealismo, há muitas obras surrealistas. Mas, naturalmente, quisemos apresentar toda a trajetória de Dalí. A primeira fase de Dalí não é nada conhecida no Brasil e a sua última também não. A princípio havíamos pensado em uma mostra apenas de surrealismo, mas decidimos que era muito importante mostrar toda sua obra. Há muita documentação para contextualizar esse Dalí”, disse Montse Aguer, curadora da exposição e diretora do Centro de Estudos Dalinianos da Fundação Gala-Salvador Dalí, que conheceu Dalí e trabalhou ao seu lado de 1986 até 1989, quando morreu.

Do Rio a mostra seguirá para São Paulo

Do Rio, a mostra seguirá para São Paulo

A mostra reúne capas de revistas estampadas com Dalí em todo o mundo, dois comerciais dos quais ele fez parte, um filme de 1970 intitulado “Salvador Dalí” e um trecho de ‘Quando fala ao coração’, de Alfred Hitchcock, produzido pelo pintor catalão. Hitchcock queria representar os sonhos em sua película e convidou Dalí para fazer as pinturas. Muitos autorretratos estão espalhados pela exposição, já que, segundo a curadora, o espanhol tinha uma obsessão pela imortalidade. Clique aqui para ler mais.

Compartilhe!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.