Tarot da Semana: Nas estradas da vida

Percorremos a vida abastecidos por sonhos e esperanças

Percorremos a vida abastecidos por sonhos e esperanças

Alexandre Moreira

Como dizia o poeta: “Caminhante, não há caminho. O caminho se faz ao caminhar”.

A vida é uma estrada que percorremos, abastecidos por sonhos e esperanças, acumulando quilometragem medida em experiências, boas e más, e carregando quem somos, nem mais nem menos.

De que vale passar a vida buscando “o caminho” e com isso nos esquecendo que estamos sentados no meio da estrada? Que o caminho não está fora de nós, não é o que o nosso vizinho trilha, não fica alardeando ser “o” caminho. Nosso é o trabalho de decidir a direção a ser tomada, de estabelecer metas, distâncias, áreas de descanso e lugares de chegada. O mapa não existe pronto e não serve para mais ninguém a não ser a cada um de nós. É individual. Único.

Se precavidos formos, iremos usar cinto de segurança e procurar ir numa velocidade constante, mas isso não impedirá um pneu furado aqui e acolá, um buraco maior na estrada, um desvio inesperado, uma ponte perigosamente equilibrada sobre algum precipício, um radiador explodindo de calor e pressão e alguma sujeirinha presa no filtro do combustível. É preciso estar constantemente atento, não sucumbir à monotonia das retas e nem sentir-se nauseado com as perigosas curvas, num dia de chuva na serra.

A Vida, como a conhecemos, é feita de altos e baixos, de caminhos planos e pavimentados e outros muito acidentados. É feita de dias em que não sentimos energia para prosseguir e, outros, em que que nos tornamos um piloto de Fórmula 1. O importante é lembrar que somos nós mesmos, cada um de nós, o dono, piloto e mecânico da viatura. É assim que a carta do CARRO, no tarot, pode significar esse conduzir a própria vida, movido pelos instintos, intenções e conhecimento. Saber escolher a rota certa e estar preparado para qualquer inconveniente no percurso. Saber aliviar o peso extra, o peso morto, aquilo do que não mais necessitamos, afim de que o veículo recupere sua potência original e desenvolva a velocidade pretendida. Saber ler e interpretar as placas, os avisos, pelo caminho para não correr o risco em se perder. Ter paciência (muita!) e bom humor quando uma fila de pesados caminhões não nos permite a ultrapassagem solicitada. Saber a hora de parar para descansar e nunca recorrer a expedientes artificiais para manter-se atento à estrada.

Viver a vida, como a imagem da carta do tarot do CARRO sugere é saber que o melhor caminho é sempre o do meio, aquele que não peca nem pelo exagero, nem pela omissão. Que ao assumirmos o controle da nossa existência, ao decidirmos por destinos a serem perseguidos, estamos nos utilizando do nosso livre arbítrio, da nossa vontade formada pela capacidade que temos em deduzir a partir da reflexão sobre as experiências vividas. É dirigir de maneira confortável e segura e, sem dúvida alguma, não perdendo de vista, em nenhum momento, a beleza da paisagem que vai passando.

Compartilhe!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.