Time homenageia mulheres que romperam silêncio contra assédio

Capa da revista: As que romperam o silêncio

Maya Santana, 50emais

2017 ficará marcado na História como o ano em que as mulheres decidiram dar um basta nos constante abusos sexuais cometidos contra elas por homens de todas as idades e classes sociais. E botaram a boca no trombone. Por isso a homenagem da Time, a revista semanal americana de maior circulação no mundo. A capa da mais recente edição da centenária publicação é esta, dando o título de “Personalidade do Ano” às mulheres que se levantaram contra esse tipo de assédio.

Leia:

Numa decisão que só fortalece o movimento, a revista escolheu como personalidade do ano as mulheres que romperam o silêncio em relação ao assédio sexual, as mesmas que em seguida provocaram o desencadeamento do conhecido movimento #MeToo (Eu Também), que gerou uma mudança social nos Estados Unidos e no restante do mundo, depois que vieram a público os abusos sexuais praticados pelo magnata de Hollywood Harvey Weinstein, o produtor acusado de assédio e abuso sexual por dezenas de mulheres da indústria cinematográfica norte-americana.

Harvey Weinstein, o super produtor de Hollywood: o primeiro a cair

A publicação norte-americana chama esse grupo de mulheres de “The Silence Breakers” (“As que rompem o silêncio”). Esse movimento designa um amplo leque de pessoas, em sua maioria mulheres, desde as primeiras a enfrentar Weinstein até as demais que compartilharam suas histórias pessoais de assédio e abuso sexual por médio da hashtag #MeToo e seus equivalentes em outros idiomas.

A Time destaca que as mulheres que se levantaram contra o assédio sexual “abrangem todas as raças, todas as classes de renda, todas as profissões e praticamente todos os cantos do mundo. Sua ira coletiva gerou resultados imediatos e impactantes”, afirma a revista.(Fonte: El País)

Compartilhe!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.