Aos 78, Nancy Pelosi torna-se a mulher mais poderosa dos EUA

A nova presidente da Câmara Federal completa 79 anos em março

Maya Santana, 50emais

Uma das principais notícias internacionais desta primeira semana do ano foi a espetacular eleição da deputada Nancy Pelosi, do Partido Democrata, para presidente da Câmara Federal – Câmara dos Representantes – do Congresso americano. Um feito memorável para quem vai completar 79 anos daqui a dois meses, e tornou-se, com a eleição, a mulher mais poderosa dos Estados Unidos.

Nancy, que já ocupou a presidência da Câmara uma vez(2007-2011), vem de uma família de políticos – o pai e um irmão foram prefeitos de Baltimore (Maryland), onde ela nasceu. Com cinco filhos, nove netos e uma carreira política que começou quando tinha 49 anos, ela é o exemplo acabado de longevidade ativa, numa profissão que exige estar alerta 24 horas por dia.

Nos últimos tempos, venho publicando aqui no 50emais matérias como esta, sobre mulheres que seguem trabalhando e se aventurando quando já passaram dos 80, 90 e até dos 100 anos. A verdade é que, aos 68 anos, às vezes, me canso de tudo e tendo a esmorecer. Conhecer a história dessas pessoas fantásticas, me injeta ânimo, serve de exemplo, modelo a perseguir.

O caso de Nancy Pelosi é intrigante. Como uma quase octogenária assume um cargo que requer estar sempre com ótima aparência, muita disposição, mente afiada – um cargo que consome tanta energia? E ela sabe que os próximos dois anos de mandato à frente da Câmara de Representantes não serão fáceis, pois atuará como líder da oposição ao presidente Donald Trump, 72, do Partido Republicano. Os dois têm horror um ao outro.

Uma vez que os democratas têm maioria na Câmara, sob a liderança de Nancy, projetos caros ao presidente não serão aprovados , como a construção de um muro na fronteira com o México, para impedir a entrada de imigrantes nos Estados Unidos. “Um muro entre países é uma imoralidade. Não vamos construir esse muro,” já avisou ela, que também será figura chave no caso de abertura de um processo de cassação do presidente Trump. Isso, se ficar provado o envolvimento da Rússia na campanha política de 2016, que deu vitória a Trump, quando tudo indicava que Hilary Clinton, do Partido Democrata, seria a vencedora. Nancy Pelosi será uma pedra pontuda no sapato de Trump.

Logo depois de ser eleita, o partido dela soltou uma nota, dizendo que “”Nancy Pelosi não só ostenta o título de ser a primeira mulher presidente da Câmara dos Representantes, ela também é uma das legisladoras e líderes mais eficazes da história da nossa nação.” Por aí dá para ver a responsabilidade que está assumindo, numa idade
em que a maioria das pessoas já se aposentou há muito tempo. É essa sua faceta que me fascina.

Clique aqui para saber mais sobre a eleição da democrata Nancy Pelosi para presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*