Glória Kalil dá a receita para quem quer ‘ser chique – sempre’

“Para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano”

Maya Santana, 50emais

Encontrei esse texto na internet atribuído à consultora de moda Glória Kalil. Fiquei em dúvida se a autora era realmente ela. Depois de pesquisar, encontrei onde foi originalmente publicado: no Uol. E a autoria foi confirmada. No texto, Glória Kalil, que lançou este ano o seu sexto livro – Chic Profissional – fala não do que é chique na moda, mas do que torna uma pessoa chique. Não é a roupa nem os adereços, e sim o comportamento, diz ela. “Chique mesmo é parar na faixa e dar passagem ao pedestre e evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua. Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador” – afirma, mostrando que seu conceito de “ser chique” está diretamente relacionado a “ser educado” e levar sempre os outros em consideração.

Leia:

Nunca o termo “chique” foi tão usado para qualificar pessoas como nos dias de hoje.

A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano.

O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.

Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.
Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio.
Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.
Chique mesmo é parar na faixa e dar passagem ao pedestre e evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.
Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador. É lembrar do aniversário dos amigos.
Chique mesmo é não se exceder jamais! Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.
Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor. É “desligar o radar” quando estiverem sentados à mesa do restaurante, e prestar verdadeira atenção a sua companhia.
Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.
Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite! Clique aqui para ler mais.

6 comentários

    • Verdadeiro .
      As coisas mais simples e as acões mais honestas que hoje são caracterizadas como chiques.
      Vale lembrar que antigamente faziam parte de nossas rotinas.

  1. Marina de Fátima Vieira

    Adorei, bem isso!

  2. Chique é ser honesto,ter carácter..

  3. Adelaide Maria Alves da Silva Farias

    Em suma:Chique é ser educado.

  4. Glória é sábia. O que percebi ao longo dos anos é que a educação não é uma coisa tão cultuada pelos pais. São raros e merecedores de troféu aqueles que passam valores corretos para os filhos. Nenhuma escola é obrigada a ensinar esse tipo de coisa. Ou vem de berço, ou então…

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*