Um edifício com 120 apartamentos para pessoas com mais de 60

O Vintage Senior Residence está sendo construído em Porto Alegre e cada unidade custa 550 mil reais

Maya Santana, 50emais

Não é à-toa que o prédio com 120 apartamentos, todos adaptados para acolher pessoas com mais de 60 anos, está sendo construído em Porto Alegre, a capital brasileira com maior proporção de velhos por habitante. Entre os 27 estados do país – contando como Distrito Federal- , o Rio Grande do Sul é o mais envelhecido. Segundo dados do IBGE citados neste artigo de Cláudia Varella para o Uol, o estado mais ao sul do Brasil, que atraiu tantos imigrantes europeus, “tem hoje cerca de 2 milhões de pessoas com mais de 60 anos de idade. A população total do estado chega a 11,3 milhões de habitantes.” Ou seja, perto de um quinto dos gaúchos já são idosos. E isso vem chamando a atenção do setor imobiliário. O primeiro prédio voltado para essa clientela mais velha, o Vintage Senior Residence, da Cyrela Goldsztein, será inaugurado em 2021. E tem tudo que uma pessoa com mais idade precisa para morar bem, inclusive assistência médica.

Leia p artigo:

Um prédio voltado para idosos, com atividades de lazer, posto de saúde (para acompanhamentos simples, como verificar a pressão e medir a glicose) e botão de emergência no apartamento. Esses serviços vão estar incluídos no preço do condomínio (estimado hoje em R$ 900). Essa é a proposta do edifício Vintage Senior Residence, anunciado na semana passada em Porto Alegre (RS), pela Cyrela Goldsztein.

O empreendimento tem previsão de ser entregue em março de 2021. De acordo com o projeto, o prédio de dez andares terá 120 unidades. Cada apartamento (de 42 m²), de um dormitório, está sendo vendido a R$ 550 mil.

Segundo Rodrigo Putinato, 42, CEO da Cyrela Goldsztein, o conceito do Vintage Senior Residence é “oferecer solução imobiliária completa para idosos que precisarão cada vez mais de cuidados”. A Cyrela Goldsztein faz parte do grupo Cyrela.

“Invertemos a lógica: em vez de o idoso sair de sua casa para ter cuidados especiais numa casa de repouso, por exemplo, nós colocamos esses cuidados dentro da casa e do condomínio dele. É o conceito da sua casa cuidando de você”, afirmou Putinato.

Segundo ele, o público-alvo do empreendimento são o idoso, a família do idoso e investidores. “O idoso terá um local de convivência melhor, um lugar para receber sua família e, ao mesmo tempo, terá do que precisa ao seu redor”, declarou.

Uma das áreas de estar projetadas no edifício na capital gaúcha

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Rio Grande do Sul tem hoje cerca de 2 milhões de pessoas com mais de 60 anos de idade. A população total do estado chega a 11,3 milhões de habitantes.

Condomínio terá atividades pagas e outras gratuitas
Na área comum do prédio, o projeto prevê, por exemplo, piscina coberta e aquecida, quiosque com churrasqueira, biblioteca, academia de ginástica, restaurante, sala com home theater, área para passear com animais de estimação, horta e espaço multiuso (para a realização das atividades físicas e culturais).

Outros serviços serão oferecidos no empreendimento, mas serão pagos, se o morador quiser utilizá-los. Alguns exemplos: ioga, meditação, dança, aulas de informática e idiomas, além de diarista, lavanderia, personal trainer, salão de beleza, locação de veículos e serviço de motorista particular.

A arquiteta especializada em gerontologia Flávia Ranieri, 42, disse que os apartamentos do Vintage Senior Residence foram totalmente projetados para receber moradores idosos. Ele prestou consultoria à Cyrela no empreendimento.

“A adaptação já começa na porta de entrada, que terá um metro de largura, o que facilita a passagem de cadeira de rodas e do andador”, afirmou ela.

O apartamento terá dois botões de emergência já inclusos no pacote básico (um no quarto e outro no banheiro) para possíveis chamados em caso de urgência. Os botões serão conectados à central telefônica da Hospitalar ATS, uma empresa parceira na área da saúde, e ao posto de apoio à saúde.

O banheiro foi projetado para ter acessibilidade, como local para a instalação de barras, e há a opção de instalar câmeras de monitoramento e piso aquecido em todo o apartamento.

A piscina aquecida coberta é parte do projeto do novo edifício

Na área externa, a sinalização terá letras maiores, e piso tátil e antiderrapante será instalado em todo o percurso. O prédio terá dois elevadores, sendo um deles com espaço para transportar uma maca.

Serviços de saúde com parceria
O empreendimento firmou parceria com a empresa Hospitalar ATS (Atenção Total à Saúde), para atendimento aos moradores. Dentro do condomínio, haverá um posto de apoio à saúde e, em caso de emergência, a equipe da Hospitalar poderá chamar uma ambulância. No posto, haverá dois técnicos de enfermagem 24 horas por dia, maca, cilindro de oxigênio e kits de primeiros socorros.

Entre os serviços já inclusos no valor do condomínio estão procedimentos simples como verificar a pressão arterial, medir o nível de glicose, fazer curativos e até aplicar injeção.

“São serviços que devem ser realizados dentro desse posto de apoio à saúde. Se os procedimentos forem realizados na casa do morador, os serviços passam a ser cobrados”, afirmou Adriana Wander, diretora da Hospitalar ATS.

De acordo com o projeto, a Hospitalar ATS também colocará à disposição dos moradores uma central telefônica composta por enfermeiras, nutricionistas e fisioterapeutas para orientá-los sobre dúvidas em saúde, administração de medicação e até em casos de emergências.

“Os moradores terão um cadastro, com o seu perfil de saúde, nome do médico, lista de medicamentos, diagnósticos, nome e telefone de familiares e rede de apoio. Isso nos ajudará a conhecer o morador e planejar as atividades e ações de saúde e bem-estar para uma melhor qualidade de vida”, disse Adriana.

Veja o vídeo:

A Hospitalar ATS irá oferecer ainda outros serviços aos moradores fora do pacote básico do condomínio, como fisioterapia, auxílio para banho, cuidador presencial e virtual e até um sensor de queda (dispositivo que é acionado automaticamente em caso de queda).

“Nosso objetivo é proporcionar a melhor experiência para os moradores combinando a boa prática de saúde com atividades de bem-estar e lazer”, afirmou Adriana.

8 comentários

  1. Tenho interesse em mais informações.
    Obrigada

  2. Maria Angelica Santana Borges

    Excelente!!
    Ilhéus Na Bahia necessita de algo assim,bem como outros lugares.Não faltará clientes.

  3. Ha um grupo de pessoas com .ais de 60 anos mto i teressado neste mesmo projeto no Rio de Janeiro.
    Haveria possibilidade da Cyrella Empreendimentos planejar isto nesta cidade ?
    Aguardamos informacoes

  4. Oi Brasil necessita cde mais empreendimentos di género inclusive condomínio horizontal com adaptação para os idosos.

    Estou encontrando dificuldade em encontrar um imóvel ou casa com adaptações psravcadeiranted, inclusive rampa de acessos, banheiros que entre uma cadeira de rodas ou andador, elevador adequado, …etc…

  5. É uma proposta inteligente e acredito que seria viável em Fortaleza, pois existe demanda em Fortaleza. Acrescento apenas a necessidade de implantação de cuidadores e a colocação de uma unidade de atendimento de emergência com uma ambulância.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com asterisco são obrigatórios. *

*